29 de abr de 2009

Heroes - Um milagre chamado Bryan Fuller

(Season Finale) 3x25 An Invisible Thread

Magnífico e espetacular, são os adjetivos que melhor resumem:
"Uma ameaça invisível".

Sempre quando exponho as minhas opiniões com relação aos capítulos de Heroes, todos se mostram contrários, o que me deixava com uma certa dúvida enquanto à série.

Mas não adianta mais alguém dizer algo contra, porque esse finale mostrou que Fuller fez seu trabalho e acertou em cheio no roteiro.

Durante o capítulo, ficava em cada um dos fãs que assistiam, perguntas em nossa mente, esperando o final para que pudessem ser respondidas.

Quem será a próxima vítima de Sylar? Hiro iria sangrar até a morte? Sylar é realmente imortal?


Finalmente consegui ver em Heroes o que eu tanto desejava. Mais coerência com os fatos, menos histórias paralelas, atuações exclusivas de Ângela Petrelli e principalmente, Sylar novamente sem culpa e sem nem um pouco de piedade.

O poder de transmutação deu a Sylar a opção de mudar o seu ponto fraco. O que foi uma otima ideia para a trama, assim seria mais dificil de matá-lo.

E com isso, Sylar armou uma excelente emboscada para o Danko, eliminando-o de vez do seu caminho e deixando-o preso em uma cela junto com Noah Bennet.

No lado Japa do seriado, Hiro continuava a sangrar pelo nariz e pelo ouvido todas as vezes que parava o tempo. Então apareceu Mohinder, somente para dizer que ele existia na serie ainda, e disse que por Hiro ainda ser um humano, ele tem limitações e que por isso de alguma forma o seu poder estava sendo rejeitado pelo seu corpo.
Ou seja, o japa está cansado, vamos dar a ele um tempo. " RIP "


Mas o drama viria agora. Nathan resolveu ser bonzinho e aceitar que era "one of them", e estava disposto a se redimir e concordar com sua origem, mas isso só serviu para que tivéssemos pena dele quando sua morte chegou, e de um jeito brutal e sem piedade, Sylar fez um corte rapido e profundo no pescoço de Nathan e o deixou para sua morte.

Tão dramático quanto ver Nathan sendo "levemente" decapitado, foi ver e sentir a dor de Ângela encontrando seu filho, morto.
E mais uma vez a atriz me surpreendeu, com sua atuação nessa cena.

Enfim, tudo parecia dar certo para o Sylar, até que ele caiu direitinho no plano de Petter e Clarie que conseguiram enganar até a mim.
E mais uma vez fiquei impressionado com nível que esse episódio estava chegando.

-Fuller soube aproveitar o que estava morto:-


  • Mostrou de maneira rápida e excelente, poderes que o Sylar mantinha oculto e que a gente nem lembrava mais que ele tinha.

  • Colocou em evidência uma das melhores personagens da série que sempre ficava em segundo plano mas que todos sabiam que ainda tinha algo para ser mostrado de seu passado.

  • Fez uma jogada final de mestre, unindo a mente de Nathan ao corpo de Sylar, para poderem, novamente, sustentar mais mentiras, trazendo de volta: "A Companhia".

  • E literalmente, ressucitou uma personagem que estava morta, mas não só de corpo, e sim, de história.
Não sei se o 5º Volume, Redenção, será igual, melhor ou pior do que este. Mas eu, como fã, digo que foi bom esperar, confiar e ter paciência, para poder ver um capítulo tão bom (e talvez até melhor) como foi esse finale comparado aos capítulos da 1ª temporada.

Nota do Espisódio : 9,5

6 comentários:

Petter disse...

Magnífico em um post de Heroes, opa tem coisa errada ai =P hahahaha brincadeira JJ.

Cara, que episódio lixo, que temporada horrivel e que série ruim. Ainda bem que acabou, foi tarde. Matar e ressucitar personagens pela trilhéssima vez já deu o quê tinha que dar, Heroes não tá com nada, esse season finale foi TRISTE.

Abração =)

Daniel Junior disse...

Foi menos pior que eu esperava. Teve uma dinâmica que lembrava a primeira temporada, mas, fazer com que Petrelli vivesse no corpo do Sylar, praticamente, indestrutivel, foi uma forçada de barra, sem precedentes. Sejamos otimistas

Adelson (TD Séries) disse...

Olá, J.J.!

Eu me junto a você no coro da minoria que adorou este episódio. Foi mesmo ótimo!!! Mas, eu sempre digo que sou suspeito: se eu gostei, é porque todos os outros devem ter odiado.

Fazia tempo que eu não sentia o suspense e a tensão no ar, como neste episódio. Não foi de todo perfeito: a história do Sylar mudar seu ponto vulnerável não colou. E o mais triste foi não vermos a luta entre eles e os irmãos Petrelli.

Mas, achei ótima a sacada do Sylar/Nathan. Só espero que Zachary Quinto não fique muito tempo fora do seriado.

O melhor foi ver que a lindíssima Ali Larter voltará na próxima temporada! Ela é a Highlander do seriado. risos

Um abraço e parabéns pelo texto. Muito bem escrito!

Larissa de Souza disse...

Querido J.J. ,

eu ja li todos os seus reviews de Heroes, mas esse foi realmente muito bem trabalhado. Axo que deve ter demorado bastante hein ... rsrsrsrs

Adoro qnd vc fala bem de Angela e Sylar, eles realmente são a alma da série.

PS.: PUTzzzz ... Nathan é Sylar, Sylar é Nathan !! O.O OMG

Dan Artimos disse...

também amei a season finale e Bryan Fuller tem mão santa... o pessoal tem rido de mim por eu ainda cultuar Heroes, mas agora a série está bacana, voltando aos poucos ao eixo...

o que fizeram com Sylar foi fenomenal, só quero ver quando ele acordar desse transe... cabeças vão rolar e vinganças vão vir sem nem ao menos ele querer os poderes dessas pessoas... rs...

quero só ver rs...

Angela 10... volta de Tracy 10... queria o Micah e a Monica como foi mostrado no imdb.com... chato que eles estavam errados...

Gregory disse...

Olha eu concordo que o Bryan Fuller realmente melhorou o seriado. Acho exagero dizer que foi um milagre, mas sinto que há esperança para a serie em si.

No entanto, discordo quanto ao desesnvolvimento desse season finale em si.

O Sylar ja era quase um semi-deus, agora que ele pode mudar seu ponto fraco entao piorou. Além disso ele tem uma duzia de poderes que não são explorados na série.

Transformar o Sylar em Nathan, na minha opinião, deu a impressão de que os produtores não sabem mais o que fazer com o Nathan.
Este ja foi um anti-heroi, herói, vilão no começo dessa temporada, estava voltando a ser heroi, e entao morre mas o ator continua na série por que o Sylar se transforma nele!

Outra coisa, toda a ação que era esperada neste episódio se resumiu a Clarie olhando por uma fresta na porta a luta entre Peter, Nathan e Sylar; ridículo.

E por fim deixo uma pergunta no ar, pra que diabos serviu a viagem do Hiro à Índia?

LinkWithin