21 de mai de 2009

Especial : Descanse em Paz, Prison Break...

Após quatro anos de muita ação, prisões, fugas, mortes e até "ressurreição", uma das séries mais inteligentes que o mundo já conheceu, chegou ao fim.


Uma série que teve tudo para ficar na história como a série perfeita, já que a sua 1ª temporada esteve livre de erros. Mas, na minha opinião, a ganância e a pressa de alcançar o poder fizeram com que Prison Break caísse aos poucos, na mesma proporção com que os fãs foram se distanciando.

Confira um pouco sobre a série que agradou, decepcionou, mas teve seu final digno e deixará muitas saudades.



Em 4 anos, Prison Break conseguiu o que poucas séries conseguem, ganhar o Globo de Ouro.
Confira os prêmios que o seriado já levou:

* 2006 Golden Globe Award
o Melhor Drama TV
o Melhor Actor em Drama TV - Wentworth Miller

* 2006 Eddie Award
o Best Edited One-Hour Series for Commercial Television - Mark Helfrich (pelo episódio piloto)

* 2006 Saturn Award
o Melhor Ator TV - Wentworth Miller
o Melhor Série Network TV

* 2006 Premio Television Critics Association
o Melhor Drama Revelaçao

* 2006 Premio Primetime Emmy
o Outstanding Main Title Theme Music - Ramin Djawadi

--------------------------------------------------------------

1ª Temporada

O irmao de Michael Scofield, Lincoln Burrows, está no corredor da morte e será executado em alguns meses, após ser condenado por um assassinato que Michael está convencido que Lincoln nao cometeu. Michael decide assaltar um banco para ser preso e levado para a penitenciária estadual Fox River, o mesmo local onde seu irmao está a cumprir pena. Uma vez lá dentro, Michael — um engenheiro civil com as plantas da prisao tatuadas no corpo — começa a executar um elaborado plano para libertar Lincoln e provar sua inocencia.

Com a ajuda de seu companheiro de cela, Sucre, Michael começa a criar alianças com grupo de diferentes prisioneiros, incluindo o ex-chefao da máfia John Abruzzi, Charles Westmoreland, um homem que muitos acreditam ser o famoso ladrao D.B. Cooper acusado de ter roubado um milhao e meio de dólares, e Theodore Bagwell (T-Bag), preso pela prática de estupros e pedofilia. No lado de fora, Michael tem apenas uma aliada, sua advogada e amiga de longa data, Veronica Donovan, que também é a ex-namorada de Lincoln. Entre outros personagens também estao a Dra. Sara Tancredi que Michael acaba por visitar diversas vezes na enfermaria do presídio e por quem acaba por se apaixonar; o policial Bellick, que está determinado a vigiar seu novo prisioneiro; e Warden Pope, que finge ter um relacionamento próximo, quase uma relaçao entre pai e filho, com o seu novo condenado.



2ª Temporada:

Veronica é morta por descobrir a verdade. T-bag tem uma de suas maos amputadas e procura tratamento. A companhia coloca no caso o agente especial do FBI Alexander Mahone. Bellick está a procura dos fugitivos para receber a enorme recompensa. Mahone mata Abruzzi e Tweener, e obriga Haywire a suicidar-se. Sucre vai a procura de Maricruz. Pope demite-se do cargo de director de Fox River, pois é injustamente acusado de abuso de poder. C-Note é preso, mas depois tem a chance de começar a sua vida novamente. T-bag rouba o dinheiro de Charles. Kellerman captura Sara e tenta mata-lá. Kellerman entrega-se e salva Sara de ser acusada, livrando Lincoln de todas as acusaçoes. Michael assume a morte de Kim, para evitar que Sara seja detida, e acaba por ser enviado para a prisao de Sona.




3ªTemporada:

Michael, T-Bag, Mahone e Bellick estao presos em uma prisao chamada Sona. Sara desaparece juntamente com LJ, que estao de reféns, pois Michael foi colocado na Sona com a missao de fugir com Whistler, um homem que a companhia quer do lado de fora. Nesse meio tempo, Michael tem problemas com o chefao da prisao Lechero. Susan e a representante da companhia dao orientaçoes a Lincoln. Sofia e a namorada de Whistler estao dispostas a ajudar Lincoln a salvar os seus entes queridos. Sucre começa a trabalhar de coveiro na Sona, para ajudar Michael a fugir. Uma caixa é enviada para Lincoln com a cabeça de Sara. No fim, Michael consegue fugir de Sona junto com um garoto jogador de basquete que havia conhecido em Sona, Mahone e Whistler, deixando para trás, Lechero (um dos que dominavam a prisao), Bellick, T-Bag e Sucre que nao quiseram informar aos policiais para onde Michael havia fugido.




4ª Temporada:

Michael descobre que Sara ainda esta viva e a reencontra. T-Bag, Sucre e Bellick conseguem sair de Sona. Um policial promete dar liberdade à Michael e seus companheiros se conseguissem pegar Scylla. Michael elabora então um plano para roubar, ou melhor, copiar os seis cartões e poder então invadir a Companhia e roubar a Scylla.

Armando um plano para invadir a companhia, Bellick acaba morrendo ajudando o grupo. Michael está muito doente e precisa ir para o hospital para ser curado, porém recusa para poder ajudar o grupo a invadir o local. Enquanto isso, Gretchen e T-Bag só pensam em enganar o grupo e poder trocar Scylla por 125 milhões que havia prometido um Chinesinho.

Michael, junto com o grupo, invade a GATE (prédio onde a companhia se localiza) e consegue Scylla de volta. Cumprindo a missão, Michael entrega Scylla a Self, o qual foge, acabando com a esperança de todos de se tornarem livres e poderem constituir uma vida normal. Self foge com Scylla, que finge para a SN que Lincoln matou a mulher da recepção do prédio da GATE e que levou um tiro dele, porém ela consegue descobrir que Self havia "trocado de lado" e depois vão atrás dele para pegar Scylla de volta. Self e Gretchen dão Scylla para um homem para testar e ele foge com Scylla e tenta matar Gretchen e Self.

Lincoln reconhece a situação grave de Michael e a única escolha dele para salvar seu irmão é recuperar Scylla devolta, só que para a companhia e com a ajuda de T-Bag, Gretchen, Mahone, Self. Michael descobre que sua mãe está viva e que está com Scylla. Mahone acha algumas chaves que podem ser a porta para achar Scylla. Ele e Lincoln vão para o sul procurar por isso, Lincoln só acha uma foto antiga de sua mãe gravida de Michael e ele ao lado dela em frente a um carro, que foi alterada. Enquanto isso Bagwell e Self vão para Little Havana em uma igreja procurar o que há em outra porta, eles acham armas automáticas e alguns cartões de segurança. O episódio 17 termina com Christina (mãe de Lincoln e Michael) ordenando que seu atirador pessoal matasse Lincoln, pois ele sabia muitas coisas sobre ela e se contasse para o general Christina seria caçada.

-------------------------------------------------------------------

"Be the change you want to see in the world!"

Muitos odiaram o final de Prison Break. Eu gostei muito. T-bag retornou para Fox River, o general foi parar no corredor da morte, finalmente Fernando Sucre pôde viver com sua filha.
Mas Michael ..... bem, ele conseguiu mudar o mundo e morendo, se tornou uma lenda.

Descanse em paz, Prison Break ....

3 comentários:

Larissa de Souza disse...

J.J. ,
Realmente essa foi uma serie que ficara nas nossas lembranças. Chorei muito na cena da morte de michael. =(
t+

Thirujo disse...

Véi, é o segunite: eu só não queria que PB fosse mais um seriado americano.
Queria que surpreendesse e emocionasse!
E isso aconteceu.

Prison Break emocionou, fez raiva, entristeceu e teve seu desfecho brilhante.
Indiscutivelmente surpreendente!

Muita água vai rolar ainda no tal DVD do 'The Final Break' mas a série em si terminou. E em grande estilo ;)

Viva a lenda Michael Scofield -
=D

Adelson (TD Séries) disse...

Olá, J.J.!

Muito apropriado seu post. Eu sempre fui fã de Prison Break, desde a sensacional e surpreendente primeira temporada até a cansativa quarta temporada.

O início foi mesmo brilhante: a cada episódio, eu torcia contra o impossível para que o plano de Michael desse certo. Tínhamos um roteiro inteligente e personagens marcantes.

Para mim, tudo deveria ter terminado em grande estilo na segunda temporada. Depois disso, Scofield e sua gangue viraram super agentes, capazes de tudo.

De qualquer forma, assisti até o último capítulo e gostei também da morte de Michael. Seria ruim se tudo desse certo e todos vivessem felizes para sempre.

Abraço, J.J.!

LinkWithin