12 de set de 2009

Sangue Para Todos Os Gostos

Me perdoem os entusiastas, mas com 20 minutos transcorridos de The Vampires Diaries, não dá para não chegar a conclusão que a série é um clone do clone do clone.
A tv americana, especialmente a CW, se transformou numa espécie de Malhação Full Time, onde, suas séries de mais “barulho” optam por elencos belos, saudáveis, cartesianos e roteiros se, não cópias integrais, mas deliberadamente parecidos com outros argumentos já existentes.



Nem citarei as séries (e filmes), porque além de vexatório, você leitor, as conhece bem, todas, eu diria. A pergunta que eu sempre me faço é: há necessidade mesmo?
E mesmo assim, TVD até que tem seu próprio charme. Esta moda de transformar vampiros de vilões em mocinhos, ganhou um apelo sexual high tech e contemporâneo, uma vez que, vampiros sempre foram pra lá de carismáticos.

Só não tenho certeza se, apenas o charme é suficiente para segurar uma produção – eu imagino – cara, na grade. Ou de repente, a maior preocupação da emissora é encontrar um substituto á altura de Smallville e olha, que não precisava ser nem tão alto assim...

A história, você conhece bem. Uma menininha (Elena)tentando re-começar sua vida após a morte dos pais e o retorno para o período de aulas e a presença de novos alunos, causando um certo frenesi, especialmente nas “de saia”.

Neste cenário da pequena cidade de Mystic Falls (durante 3 minutos o nome da cidade é dito, tipo, para fixar na mente do espectador), Stefan tenta ir contra a correnteza e ser um bom moço, entre os que ADORAM sangue humano...

Além disso, temos os não tão pouco atormentados Jeremy, junkie e apaixonado de primeira viagem, pela little bitch Donovan. Completam o elenco principal, Bonnie, a nova vidente e Matt, a outra alternativa de Elena, caso seu enlace com Stefan, não dê certo. Além de Damon (belo trocadilho hein?), o contra-ponto de Stefan, ator mais convicente da trama.

Eu acho uma pena. Parece que a crise econômica não afetou a CW, porque o investimento é forte. Lamentável que a salada mista de influências seja muito poderosa e nada autêntica. De qualquer forma, fica a minha torcida (e eu creio de vários fãs que a série conseguirá no embalo de Crepúsculo) para que o show não se resuma ás personagens da geração emo-aflitiva que tomou conta dos canais de tv.

10 comentários:

peterjoy disse...

Chegou TRUE BLOOD todos adoraram,dai vem crepusculo um outro sucesso teen,pronto so bastava essas duas series cair na graça do publico teen para que todas as emissoras investisem para ter o mesmo do seu lado,é como um brinquedo que faz sucesso na rua toda criança quer possuir a mais rica claro compra com mais complementos e qualidade melhor que as outras mais no final acaba tendo o mesmo efeito no lado da diversão,pobre emissoras que acham que ficar comprando algo mais caro e que faz sucesso é que é certo,espero que volte logo FRINGE e tantos outros seriados para que logo o publico veja que isso eh modinha passageira.

Luiz Henrique disse...

Eu achei que estão todos acostumados, com as series atuais tanto crepusculo quanto True Blood. E cada um tem seu lado diferente, como true blood é uma coisa mais adulta com suas cenas picantes e tudo mais, ja crepusculo tem aquela coisa mais jovem e bla bla bla.. Já vampire diaries tem suas coisas.. podem ser poucas mais tem.. è que a gente nunca assiste nada, sem dar aquela comparada nas coisas, e isso atrapalha na minha opnião

Daniel Junior disse...

Não tem como Luis Henrique. Todas falam de Vampiros. Todas exibem jovens (brancos) e saudáveis. Todas criam romances e dramas. A única coisa que resta mesmo é comparar e esperar que, ao menos, escrevam roteiros mais criativos e singulares.

Anônimo disse...

hahahaha e o header do blog é de...crepúsculo!! que engraçado né gente? =P

Luiz Henrique disse...

mais voce tem que pensar, que essa serie ai é baseadas nos livros, que foram escritos, se eu nao me engano, a uns 10 anos atraz..

Daniel Junior disse...

Luiz Henrique, não li os livros. Daí comparo com a série que vi o piloto e do que vi, tudo se parecia com o que já existia. Agora se o roteiro é adaptado ou não, isso piora o fato: a série é uma salada mista de tudo que o assunto vampirismo tem a oferecer atualmente. Lembrando que Buffy (série de temática semelhante, pertencente aos anos 90) já explorava o mesmo assunto e jamais teve a repercussão que as similares do presente possuem. Ou seja, tudo é uma questão de moda mesmo.

peterjoy disse...

Falar de vampiro é facil todos nos concordamos o que se discute aqui é originalidade no roteiro,pois apesar dela ser adaptada de um livro tenho certeza que não vão seguir a risca vão colocar o que bem interessa o que vende claro...em questão de originalidade,vejam BLADE quem diria a historia de um vampiro que não é vampiro por completo que não eh branco que não tem rejeição a luz do sol e que combate vampiros bem mais malignos e com muito mais ação,é atraves desses exemplos que acredito que exista ainda criatividade na cabeça desses pobres roteristas!!!

J.J. disse...

Acho que nao dá pra fugir dos fatos.

A CW soh queria entrar na moda vampiresca, arriscando em uma série que para mim sempre foi ridicula desde a divulgação. Pura imitação. Nada de bom sai disso aí.

Que os fãs novatos de Vampire Daires me desculpem, mas a CW deveria ser acusada de "plágio ruim" por fazer cópias mal feitas na cara dura de todos.

! Lukas *# disse...

Pra mim tava na cara que a série seria ruim, já que nao apresenta nada de novo.

A cw agora se resume em clichês adolescentes. O termo "malhação full time" tbm foi legal !!! KKkkkKkkkK

Samuel disse...

O fato de ser baseada em livro não torna uma série ou um filme bons. Já vi filmes ruins baseados em bons livres. E tem o caso também dos livros que são base do Crepúsculos e sequências, Código da Vinci e sequências e Harry Potters... São bem fraquinhos, bastante superficiais e simplistas.

LinkWithin