2 de out de 2009

Mantendo o nível

Impressiona a forma como a história vem sendo contada e a produção bem cuidada de Flash Forward. Sim, a série é um drama e esta escolha foi muito bem acertada, embora ainda falte um equilíbrio condensado ás maneiras intensas em que o roteiro está se desenvolvendo.

Talvez as pequenas iniciativas possam iniciar-se com Joseph Fiennes (Mark) que entre atribulado e angustiado não consegue ser nem uma coisa ou outra. Seu semblate ainda é bastante inseguro para o tom que a personagem se destina e também determina.

A trilha sonora pode ser mais serena e menos thriller, porque os dramas que envolvem cada ator e atriz que ali representam, são "reais" e tão tangentes quanto os 2:18 minutos de apagão.

Fora isso, a direção é bastante competente, dando um banho em enquadramentos, fotografia e "silêncios". Sim, é muito importante que durante o desenvolvimento da trama, as pausas não sejam superficiais e por demais encenadas.

Este episódio não fugiu de alguns clichês necessários, como a chegada de alguém do alto escalão do governo para entender como o FBI está lidando com o caso, ao mesmo tempo em que, toda a cena me pareceu muito caricata para um evento tão grave.

A cena em que Fiennes aparece numa espécie de "alcóolicos anônimos" também foi desnecessária (pelo menos até aqui) mas amparada pela única convincente (e curta) fala de Mark durante todo o discurso empolgado de seu colega de "tratamento".

Destaque absoluto para a presença de Lloyde Simcouse, que demonstra toda a tristeza pela perda da ex-esposa e pelo estado de saúde do filho, Dylan, no hospital de ... Olívia...

Enquanto não brincar de Lost, a série promete desdobramentos muito interessantes e acho que o roteiro nos levará a caminhos que fogem desde já, de qualquer previsão mais ousada.

Belíssima sacada a cena em que as crianças estão deitadas no chão... Demonstrou perspicácia e muito, muito entendimento do feeling de tv, abrindo a cena, mostrando o mundo e dizendo para cada espectador, de forma artística: "Isso aconteceu á todos".

Manteve o nível. Foi assombrosamente interessante e muito delicada. Até aqui, tudo muito bem.

Um comentário:

Adelson (TD Séries) disse...

Olá, Daniel!

Apesar dos clichês, estou gostando muito do desenvolvimento que vem sendo dado a Flash Forward. Após um início surpreendente, eu tinha receio de que o mesmo ritmo não fosse se manter nos demais episódios. Pelo contrário, este episódio foi tão bom quanto o anterior!

Minha grande expectativa é quanto ao que acontecerá no seriado quando o fatídico dia 29/04/10 chegar.

Um abraço!

LinkWithin