10 de jun de 2010

Glee 1x22 - A perfeita união entre o drama e a música

Assim que terminei o finale de Glee tive a grande sensação de dever cumprido. Valeu a pena passar por cima de algumas cansativas e entediantes cenas de drama que a série tinha.

O que eu vi nesse episódio foi o ápice de todas as apresentações da série até agora. E não foi só isso. Foi uma perfeita união entre o drama, que era o ponto fraco da série, e os musicais, que melhoravam a cada episódio.

Uma prova disso foi a cena que mostrou a apresentação do Vocal Adrenaline com um clássico dos anos 80 junto à cenas do parto da Quinn. Foi o maior e o melhor Mashup-Up que a série poderia fazer. Foi a união do verdadeiro drama com um verdadeiro musical.


Eu segurei para não chorar. Só de saber que Sue Silvester tentou ajudar o New Directions a ganhar a Regional foi emocionante. Mas realmente, ganhar do Vocal Adrenaline era quase que impossível. 

E eis que Glee guardou o melhor para o fim. Me surpreendeu e me emocionou bastante. Foi um espetáculo!

Depois dessa, eu até esqueço todas as cenas focadas em esteriótipos  e clichês teens da série. Esqueço os episódios ruins e as canções cansativas. Simplesmente porque valeu a pena.

E é isso. Hoje eu não vi um simples episódio, vi um show musical.

Nota: 10.

5 comentários:

Dan Artimos disse...

concordo com tudo dito... e agora vem a ansiedade pelo retorno da série, mas minha sorte é que tem estreiado coisas boas nessa mid-season...

adicionei o louko nos parceiros...

Larissa de Souza disse...

Glee foi d+ ! esse epi foi tão bom, quase chorei de emoção ! u.u

Thiago Rodrigues disse...

Glee começou como mais uma série teen que teria música no meio. Chegou se a falar que seria um "High School Musical" da vida mais falando o mais claro possível, o passar do tempo serviu para calar a boca de muita gente. Claro que um bom momento não anula pontos negativos, mais é facilmente relevado. A série é mais complexa do grande parte dos que assistem tem noção. É brilhante, engraçada, dramática como um bom musical. É uma revolução no que estavamos acostumados a ver.

Anônimo disse...

"todas as cenas focadas em esteriótipos e clichês teens da série."


Esta é a proposta do diretor quando idealizou a série, é uma sátira aos seriados norte-americanos. E é isso que a faz ser um sucesso, claro, o talento doa atores e por ser bem escrita.

July Lemos disse...

eu sinceramente amei o season finale!
tocar Bohemian Rhapsody enqto Quinn deu a luz foi uma jogada de mestre! perfeito. E realmente, não teria como ganhar do Vocal Adrenaline...
Mas por mais que eu tenha ficado irritada com Jesse, não quero que Jonathan Groff saia da série! ele é brilhante!!!

LinkWithin