3 de out de 2010

Fringe 3x02 - The Box


O segundo episódio dessa temporada começa com a dinâmica dos já tradicionais “casos Fringe” da semana. Somos apresentados a uma família inteira sendo feita de refém em sua própria casa, enquanto dois homens escavam o porão a procura de um objeto valioso, uma caixa, que ao ser aberta leva todos os presentes a morte, exceto um dos criminosos que de alguma forma não é afetado por isso. Detalhe importante, a abertura de hoje aparece nos tons tradicionais, o que significa que estamos em “nosso universo”.

Em seguida vemos a “Dark Olivia” ou “AlternateOlivia” (como preferirem) reunida em algum esconderijo com Newton onde ele fornece a ela fontes importantes para continuar com seu disfarce, um documento com a trajetória de Olivia na divisão Fringe, um livro sobre a cultura Pop daquele universo (legal o comentário sobre o Bom-o), e por fim, se utilizando de uma espécie de Laser do outro universo, Newton consegue apagar a tatuagem que seria a última prova de que aquela não era a verdadeira Olivia.

O episódio prossegue na já falada dinâmica dos “casos Fringe” com a “Dark Olivia” tendo que manter seu disfarce enquanto coloca em prática sua missão (cujos detalhes ainda não foram bem explicados). Neste universo, William Bell é um cientista renomado dono da Massive Dinamics e como não poderia deixar de ser, a leitura de seu testamento precisa ser realizada. E esse promete ser muito importante para o resto da temporada, pois descobrimos que William Bell deixa a empresa para o Dr. Bishop, as implicações que podem surgir a partir dessa escolhida devem ser interessantes.

Ao longo do episódio descobrimos que a tal caixa do título é uma parte faltante da chamada “Doom Machine” que apenas Peter pode manipular, e forçar Peter a estudar essa máquina faz parte do plano do Walternativo e da “Dark Olivia”, a motivação nós sabemos: destruir o universo, os detalhes desse plano ainda devemos descobrir.

Por fim, acredito que esse foi mais um bom episódio, no que talvez seja a melhor fórmula da série, aliar de forma intrincada os elementos de sua mitologia ao caso da semana. E para mim resta uma pergunta: O que será que “Paul Hewson” (o Bono Vox) faz da vida no outro universo???

Nota: 8.0

Um comentário:

Larissa de Souza disse...

Vejo q Fringe caminha para uma temporada espetacular.
Só tende a melhorar!!!

LinkWithin