9 de out de 2010

Smallville 10x02 e 10x03!

O que dizer de dois fantásticos episódios de Smallville? Simplesmente que por enquanto eles "acertaram". Como já disse anteriormente, falar dessa série é difícil e complicado, por vários motivos, mas indo ao que interessa Smallville está assumindo sua maturidade e nos mostrando o que queríamos ver a muito tempo, a criação do nosso herói. Falando no segundo episódio da "Final Season", podemos ver novos personagens inseridos na série que estão lá por que fazem parte do universo real do superman, e nesse ponto podemos ver a preocupação dos produtores quanto aos personagens da DC Comics, como o Gordon Godfrey, famoso no universo do superman, por ter ódio dos nossos heróis e ter um segredo revelado já no episódio terceiro. Um dos pontos cómicos da série é a presença da Hellokittyana Cat Grant, que estava lá mostrando seu ódio contra os "vigilantes", e foi até um arco interessante sua parceria com o Clark.

Enquanto nosso herói tinha que aturar a personificação da Hello Kitty, a nossa musa Lois estava lá passeando entre as areias do deserto e tendo conversinhas pra lá de "históricas" com Carter Hall, enviado por Clark. Sem falar no Esquadrão Suicida outro arco da série da Dc Comics do superman, aonde fazem parte desse esquadrão a plastique, que foi apresentada na série na oitava temporada. Em tudo o episódio está mostrando um certo comprometimento com os fãs que não víamos nas temporadas passadas, sem falar no clima de expectativa que a série está fazendo, com as novas tramas e vilões que prometem.
Nota do Episódio: 8,0

E agora o ultimo episódio que foi apresentado, o episódio mais concreto e bem construído da temporada até o momento, aonde temos citações de preparação e a apresentação do grande vilão da série. E o ponto positivo do episódio, a presença da minha ilustre El preferida, a Kara. Um arco legal, mostrar ela que tem consciência de seus poderes e ajudar o Clark com os seus, isso é o que a série precisa, experiência para acelerar o processo de finalização do herói que conhecemos.
A cena da tentativa de voo ficou otima, a falta de confiança de Clark, o medo de errar, coisas que não é necessário ser um superman para sabe-las, não podemos esquecer que apesar de seus poderes ele também tem um lado humano e está sendo bem apresentado a série.

Além de Kara, Lois também volta do "passeio" pelas areias e vem como peça fundamental para nos ensinar mais uma lição preciosa se me permite dizer, a presença dela foi algo mais de devoção assim como nosso amigo Godfrey veio nos ensinar ou melhor nos mostrar. Esse episódio me fez lembrar de V, aonde eles mostram como a devoção e a duvida são uma das maiores fraquezas da humanidade, e como esses sentimentos podem ser usados para manipulação e corrompimento de todo ser humano.

Uma vez que a ideia ganha força no cérebro,
é quase impossível erradicá-la.
Uma ideia que se forma totalmente é
tão compreendida, que permanece para sempre.

No meu sonho jogam
segundo as minhas regras.

Bem, deixe-me plantar uma ideia na sua mente.
Eu digo, não pense em elefantes.
No que pensa?
Em elefantes.

Eles vêm aqui para acordar.
porque o sonho tornou-se realidade para eles.

As emoções positivas
têm mais poder.
(Frase do filme - A Origem)

Ou seja, a ideia ou duvida é algo manipulável e foi um grande trunfo para smallville ter um vilão que conseguiu mostrar isso e espero ver mais disso na série seria algo interessante de se mostrar na série. Então até a próxima review.

P.S. Algumas coisas eu escolhi não comentar para não mostrar muitos spoilers da série caso você não assistiu os episódios.
P.S². adorei a fumaçinha, me lembrou de lost, e os olhos pretos me fez lembrar de Maya de Heroes.
Nota do episódio: 8,5

Um comentário:

Adelson (TD Séries) disse...

Olá, Luiz!

Não gostei do episódio "Shield", por diversos motivos. Não gostei da Cat (preferia a de "Lois & Clark") nem da forma como o sumiço de Chloe foi tratado. Mas, entendi que alguns pontos são necessários para o desenvolvimento do herói.

Já "Supergirl" foi fantástico - apesar dos fracos efeitos especiais quando a heroína surgiu. Concordo com você quanto à cena do "quase vôo" de Clark. Era óbvio que ele não conseguiria, mas foi uma ótima cena.

Vamos aguardar pelos próximos!

Um abraço!

LinkWithin