12 de nov de 2010

Glee 2X06 - "Never Been Kissed"


|O texto abaixo contém spoilers!|


Tenho que confessar que os últimos episódios de "Glee" estavam me deixando nervoso, principalmente nos momentos em que o Kurt aparecia em cena e fazia todo aquele drama por ser o único gay assumido do colégio, e por estar sempre mal-humorado ou à beira de um ataque de nervos ou de choro. Mas, uma coisa que não posso negar é que Chris Colfer faz um chato BEM convincente.
Depois de alguns episódios meio monótonos, ouso dizer, até mesmo chatos, somos contemplados com essa obra-prima. Que, para mim, foi o melhor episódio do seriado até agora.
O episódio começa com Finn dando uma dica para Sam de como não ficar tão excitado enquanto estiver dando uns amaços com a Quinn. Pensar em algo, literalmente, broxante. A primeira coisa que vem à cabeça de Sam é a treinadora Shannon Beiste vestindo apenas roupas íntimas. O conselho dá certo e começa a ser disseminado entre os casais onde um dos lados "não libera" com tanta facilidade.
Enquanto isso, os concorrentes do New Directions nas regionais desse ano são revelados, e um deles é o coral de uma escola só para garotos. Kurt que está passando por momentos difíceis, principalmente pelo fato de um dos valentões do time de futebol não parar de importuná-lo,e decide dar uma saída do colégio e espiar a concorrência.
Puck está de volta do reformatório, e para se manter longe do local terá que prestar serviços comunitários. O seu serviço comunitário é cuidar de Artie, porém as coisas começam a não dar muito certo depois que o valentão põe alguns planos em ação.
Kurt descobre o paraíso. Além de ser uma escola só de meninos, lá eles aceitam os gays (o que não acontece no McKinley), e conhece Blaine (este faz uma apresentação um pouco tensa de "Teenage Dream"), que, provavelmente, será seu par romântico. O garoto dá umas dicas para Kurt de como fazer para que os outros o aceitem com ele é, e enfrentar seus problemas sem deixar que eles te consumam. Então, acontece o inesperado!
Kurt volta pra sua escola e mais uma vez é importunado pelo valentão. Lembrando das palavras de Blaine, ele resolve confrontá-lo, e depois de o acuar e pressionar, o valentão acaba beijando Kurt, seu primeiro beijo.
Nesse meio tempo, a situação a qual a Beiste foi exposta começa a se complicar. Uma deturpação chega aos ouvidos de sua maior inimiga, Sue, e aos ouvidos da própria vítima. Beiste se sente humilhada e acaba pedindo demissão.
Após conversar com os meninos, Will vai até Beiste e tenta convencê-la de ficar. É então que a dura treinadora se abre e confessa que também nunca foi beijada. O bondoso Will lhe dá um beijo e convence a treinadora a voltar para o colégio.
Então, os garotos apresentam o último número da noite, um mash-up de "Stop! In the name of the Love" e "Free Your Mind", encerrando o episódio.
Foi o episódio mais ousado até agora, e com excelentes atuações de Chris Colfer e Dot Jones. Esta por sinal me conquistou desde o primeiro episódio, as melhores cenas são sempre as que ela está presente.
Quanto ao beijo, foi algo totalmente inesperado. Vi como se fosse um estupro, algo frio, forçado, sem amor e sem vida, fiquei com muita dó do Kurt. Falando em Kurt, parece que ele não ficará tão mal-humorado nos próximos episódios, agora que encontrou um alguém que sempre procurou. Só resta saber se ele vai trocar de escola para ficar mais próximo do Blaine, ou se vai arrastá-lo para o New Directions, ou se cada um vai ficar na sua mesmo.
Também torço para que a amizade de Puck e Artie não seja momentânea, eles formam uma dupla bem bacana e meio que se completam. Tomara que dure!
Os números musicais também foram ótimos. Destacando o mash-up das meninas, que misturaram "Livin on a Prayer" com  "Start me up", sem contar o figurino que ficou sensacional. O dos meninos também ficou bem legal, principalmente por ser uma homenagem à Beiste.
Foi um episódio simples, porém bem desenvolvido e muito bem atuado. Nada de episódio especial ou outra coisa do gênero e, mesmo assim, conseguiu ser o melhor da série até agora!

Nota: 10

E semana que vem.... teremos GWYNETH PALTROW!



3 comentários:

Dan Artimos disse...

foi um excelente episódio e a cena do Karo com Kurt me surpreendeu... fiquei boquiaberto... mas o melhor foi o pessoal em pé no ônibus meio sem jeito em me ver assistindo um beijo gay dentro no tablet :P

eu posto todas as músicas dos episódios... precisando é só conferir lá ;)

Felipe C. disse...

Imagino as caras e os comentários que devem ter feito.

skaopkspaokspoakspaks!

Acho que só faltou eu citar a música do Bob Marley, nos próximos reviews eu coloco todas.
Vlw pela ajuda

XD

kleyton disse...

glee tava numa leva de epis bem sem sal

Prefiro o glee com historias e sem muita musica do que com muita musica e conteudo nenhum

to esperando que continue assim

belo review

LinkWithin