21 de mar de 2009

Nem tão perdidos assim.

Lost 5 x 09 Namastê


As produções americanas nesta temporada resolveram caprichar e temos muitos candidatos aos prêmios da tv, caso do Emmy e do Golden Globe. E depois de uma boa quarta temporada, Lost recupera o fôlego das primeiras seasons e resolve responder questões esquecidas no início da série.



Namaste, o nono episódio da quinta temporada, teve momentos tranquilos e emocionantes. A química, que a meu ver, havia desaperecido dos olhos de alguns personagens (quem não lembra o olhar perdido de Sayid e a confiança de Jack?), retornou, neste reencontro entre parte dos Oceanic Six e os novos membros da Iniciativa Dharma, a saber, Sawyer, Juliet, Jin e Miles.

A incrível desenvoltura de Sawyer na arte de mentir, ao menos para salvar seus amigos de enrascadas junto aos membros da Dharma, foi quase um remake daquele velho Sawyer da primeira temporada. Embora, neste momento ele pareça apaixonado, mais confiante e incrivelmente confortável em sua posição.

Jin tornou-se seu fiel escudeiro, embora muito da sua ignorância perdida (ele agora fala inglês muito bem), deixou um pouco do seu carisma. Talvez o encontro com Sun, faça a personagem tomar outros rumos.

Miles, plenamente adaptado a ser mais um empregado da Dharma. Talvez a ausência de expectativa maiores, tenha facilitado tanta tranquilidade.

Juliet agora é uma mulher "casada" e que vê, com a chegada de Kate, um suspiro de triângulo amoroso, que já acontecera em temporadas anteriores, quando o pivô de disputa era Jack.

Jack, Hurley e Kate estão com o semblate de surpresa e susto. A interpretação dos três está na medida, afinal de contas, como imaginar voltar a Ilha, encontrar Sawyer com a Dharma e Jin vivo!

Ah... tudo isso em 1977!!!

Na outra Ilha e frutos do mesmo "acidente", Frank, Sun e Ben tentam entender onde estão e Ben para variar, anda, misteriosamente, como se soubesse o que fazer e onde fazer. Sun, se vê obrigada a seguí-lo. O que faz muito sentido, já que, vários sentimentos estão dentro de seu coração: encontrar Jin, achar seus colegas de vôo e talvez, achar sentido para isso tudo.

Bem, para Sayid ficou a melhor parte. O mistério. Encontrado pro Jin, como um Hostil, andando pelo terreno fora da trégua entre ID e Hostis, o chinês é obrigado a prendê-lo como tal, embora tenha dito com o semblante, que "tudo está bem".

E os "velhos" membros da Dharma, recebem os novos voluntários da missão... Tudo isso em pouco mais de 40 minutos de show, sem dar chance de respirar e sem muito tempo para pensar: onde está Locke? Em que tempo está Sun? E quanto tempo Sayid ficará preso.

Cada dia melhor, seja em 2009, seja em 2003, seja em 1977.

4 comentários:

J.J. disse...

- Sorriam e digam, Namastê!

- "Na-mas-what ?"

AUHuahH .... Mesmo Hurley, falando pouco, ele é engraçado.

"Jack é moda, Hurley é phoda!" =P

disfordaniel disse...

Ah o Hurley é foda mesmo, não gostei muito do episodio, até foi bom, mais fraco comparado aos outros dessa ótima 5º temporada, uma coisa que eu acho muito foda em lost, é como eles conseguem do nada criar situaçoes que te deixam totalmente animado, e na expectativa pelo proximo, como no final, que eles trouxeram Ben pequeno e tal, sério, quase chore (Não tava longe disso ok HUAIHAI)

http://disfordaniel.wordpress.com/

Gabriel disse...

Adorei o episódio...
Estou muito curioso pra saber o futuro dos personagens...Lost sempre amarra um gancho para o próximo episódio, mas desta vez mínimos detalhes já geram ansiedade no público...
Little Ben foi muito foda...Adorei aquele olhar do mal dele...M-E-D-O xD

"Cada dia melhor, seja em 2009, seja em 2003, seja em 1977."

Cool! Abraços...

KA disse...

Legal ter análises de Lost aqui!!!

Lost está em uma espetacular temporada. Estranhei o episódio..não que tenha sido ruim, foi bom, mas senti uma mudança muito forte no rumo da série. Preciso de tempo para me acostumar com os anos 70!!!

LinkWithin