4 de nov de 2010

Nikita - 01 x 05 / 06 / 07

Chegamos ao sétimo episódio e eu faço minha estréia no Loukos. Preparem-se.
[ Spoilers abaixo. ]

Nikita é, sem dúvidas, uma das séries que mais me impressionou nesse fall season que tivemos. Principalmente por ser uma produção da CW, o que automaticamente nos remete a séries teens de qualidade duvidosa, a estréia não deixou a desejar e marcou a segunda maior audiência nas estréias do canal. Mas vamos ao que interessa.

Com um primeiro episódio cheio de arcos, Nikita chegou ao quinto com um momento nostalgia. Owen, uma espécie Ceifeiro da Division (desculpa, mas nessa hora me questionei se os roteiristas de Supernatural estavam fazendo trabalhos extras) passa pela mesma situação que nossa protagonista, se apaixona por uma civil. O final é o mesmo, sua amada acaba morta por seus colegas de trabalho e Nikita o leva consigo à seu esconderijo secreto. Um arco interessante do episódio foi uma das caixas pretas descoberta, enterrada por Owen.
O sexto episódio, meu preferido até agora, tem como plot central Alex que aliás, Lyndsy Fonseca merece palmas pela atuação. Colocada em um teste, Alex é sequestrada por terroristas que a torturam para conseguir informações. Confesso que fiquei apreensiva, achando que ela entregaria o jogo, mas somos surpreendidos com sua reação ao atirar num homem. Esse episódio deixou claro que Percy está com a pulga atrás da orelha com seu braço direito Michael, que é mais esperto do que pensava.

Enfim, o sétimo episódio, que para mim foi o pior até agora. Não sei se foi porque não me simpatizei com a protagonista do plot, ou se alguém concorda comigo, mas achei um episódio monótono demais, salvando algumas partes. Entre elas, destaco um ponto que me pareceu interessante: o contraste entre Alex e Robbie. Enquanto Alex odeia a Division com todas as suas forças, Robbie vê na mesma uma chance de ser alguém na vida. Ambicioso, acaba sendo praticamente rebaixado à guarda, uma espécie de babá que fica vigiando os recrutas. O cara faz a louca e num momento de desespero mata outros guardas, acabando por mostrar seu potencial e recebendo uma promoção do chefe. Quanto ao fim de Sarah, achei meio fail. Uma coisa é Nikita ter fugido e continuar na encolha, sem expor a Division, ela tem toda uma história, anos de "convivência". Agora, uma recruta conseguir sair sã e salva, mesmo que com a ajuda de Niki, me parece bobo demais.

Hoje teremos um novo capítulo e a promo me deixou um pouco curiosa para vê-lo. A série segue por um bom caminho e aos que reclamam do clichê e de outras coisitas mais, peço que levem em consideração dois pontos:

1 - Numa sére de espiões e perseguições, não existem muitas maneiras de fugir do "padrão", alguém sempre tem que ter um problema emocional, querer vingança, e ter um inimigo.
2 - É feita pela CW, por favor.

2 comentários:

Pedro disse...

Fiquei com a impressão que o Michael viu a Sarah viva no carro da Nikita e mentiu para o Division ao dizer que ela estava morta. Acho que isso faz com que a fuga de Sarah seja um pouco menos boba.

Salatiel Duarte disse...

Tbm estou gostando muito da serie

e como vc mesmo disse... é da Cw, please.

no caso da fuga da Sarah, eu penso igual o Pedro, foi facil pq Michael confirmou sua morte, mesmo sendo falsa.

Parabens pelo texto!

seriesmydrug.blogspot.com

LinkWithin